Opinião: Zambézia à lupa no mês de Novembro

Por: António Zefanias

O país e o mundo, estão atentos ao que se passa na província central da Zambézia. Só que, maior parte destes assuntos, não abonam a província, por isso, nesta epistola, vou tentar mapear buscando principais assuntos que marcaram o mês de Novembro nesta parcela do país, mas antes, vou olhar os últimos dias de Outubro.

Vamos a isso:

28 de Outubro-Esposa de um director duma EPC em Gilé, queimou escola onde o marido trabalhava, por ciúmes. “Amor doentio”.

01 de Novembro- Oswaldo Pitersburgo foi a Morrumbala e fez o lançamento da primeira pedra para construção de Centro de Formação.

05 de Novembro-Polícia da República de Moçambique entra em cena e naquela vergonha, barra a passeata de Manuel de Araújo diante de Embaixadores. O mundo virou-se à Quelimane.

09 de Novembro -O caso Maxlove foi julgado, mas sem réu. Portanto, só para acabar com o barulho de anos.

10 de Novembro-Em Gurúè, um indivíduo invade o Comando da Polícia da República de Moçambique, fere agentes. O país ficou em alvoroço…

Uns dias, em Gilé, um pai decepou a cabeça da filha de 2 anos, alegando que iria receber Um milhão de meticais para comprar carro.

15 de Novembro –No Gilé, população vandalizou uma Clínica Móvel duma ONG dedicada a actividade de circuncisão masculina.

Dois dias antes, um incêndio de grandes proporções consumiu parte das barras do mercado municipal de Milange.

16 de Novembro-Chuvas e ventos fortes trouxeram luto e desgraça nas famílias em alguns distritos da província.

17 de Novembro-Estudantes de um Instituto Privado, marcharam até a direção provincial de Educação e Desenvolvimento Humano, porque ouviram que aquele instituto não tem papelada para funcionar.

18 de Novembro-Gilé voltou a órbita e o director distrital de Educação, fez um documento em que apelava os seus coordenadores das ZIPs para organizarem oferendas que seriam dadas ao director provincial. O assunto ainda é motivo de debate, até hoje.

22 de Novembro-Mais um caso de arrepiar os cabelos, mas desta vez em Mopeia, onde um soldado pegou numa AK47 e “regou” com balas o seu Comandante de Pelotão.

23 de Novembro-Zambézia contra com um Gabinete Provincial de Combate à Corrupção.

Ainda não acabou o mês, podemos ter mais coisas boas e más, mas até lá, temos de dar Tempo e ter alguma Paciência. Não Falei Nada.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*