Pio Matos sobre corrupção: “Dar galinha uma parteira, professor, são hábitos culturais”

O debate sobre corrupção ainda vai durar por muitos anos e dividir opiniões, havendo por exemplo, que olhe a corrupção como aquela de grande monta, onde envolve valores altos ou bens materiais.

Esta terça-feira(23), aquando da inauguração do Gabinete Provincial de Combate à Corrupção da Zambézia, Pio Matos, governador da Zambézia, diz que o problema de corrupção não está em professor que recebe por exemplo um cacho de banana do seu aluno, por ter sido um bom educador. Da parteira ou enfermeiro que cuida bem dos pacientes na Unidade Sanitária, etc, porque isto, na visão do governador, são hábitos sócio-culturais, por isso há que separar.

Ler mais na versão pdf, mediante subscrição

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*