Opinião: Nós professores, desejamos boas festas ao senhor director provincial

“Pintainho caga na capoeira porque vê a mãe”– provérbio popular

Por: António Zefanias

Quando menos esperava, eis que na noite desta terça-feira, o mundo todo ficou a saber que um dirigente, neste caso concreto, o director provincial de Educação e Desenvolvimento Humano na Zambézia, iria ter festas felizes, proporcionada pelo seu subordinado no distrito de Gilé.

Aquele comunicado feito pelo senhor director de Educação, Juventude e Tecnologia de Gilé, dando conta da angariação de ofertas para dar o seu superior, veio mostrar uma coisa que sempre ouvimos e menosprezamos, segundo a qual, “pintainho caga na capoeira porque vê a mãe”.

Sim é isso mesmo, porque aquele director do Gilé, copiou essa prática de algum sítio, não é tão leigo assim, mas hoje, querem lhe isolar.

Hahahahaha, não façam isso, ele é um sábio, copiou e soube copiar, mas muito bem do que tem visto com os mais velhos.

A ideia certamente era ser bem visto, como aquele gestor que controla e tem nas suas mãos dos seus quadros no distrito. Mas piorou senhor Tafula, humilhou a uma classe toda para beneficiar alguém que iria lá com ajudas de custos bem pagas e, aliás, está a trabalhar conforme jurou na tomada de posse.

O que consta naquele documento que leva carimbo do Estado é um assalto aos bolsos dos professores/gestores de Zonas de Influência Pedagógica(ZIP). Tanto cabrito, tanto feijão bóer, tanta castanha, etc quando temos gente nos Centros de Acolhimento de pessoas vítimas de terrorismo sem comida, sem água, sem abrigo condigno. É isto que ofende há qualquer pessoa com alguma sanidade mental.

Com esta vergonha toda, o mais sensato seria o sr director Joaquim Casal Oficial, cancelar essa visita e agendar para outra ocasião, embora saibamos que até pode levar às escondidas as oferendas. É assim que as pessoas vão enriquecendo quando estão em funções de Estado e quando cessam, apanham AVC, porque fazem contas da vida, nessa altura não são nada e prontos, começam a desenvolver doenças.

Vamos lá parar com essa palhaçada, já não há mais tempo e nem paciência para tal. Não Falei Nada

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*