Gilé: Populares contestam circuncisão masculina e vandalizam clínica móvel

Um grupo de populares na Localidade de Moneia, distrito de Gilé, norte da Zambézia, vandalizou na última quinta-feira, uma Unidade de Clínica Móvel, pertencente a uma Organização Não Governamental(ONG) que trabalha no sector de saúde.

De acordo com dados que o Diário da Zambézia teve acesso, tudo começa quando naquela mesma zona onde a equipa de circuncisão masculina estava em actividades, foi achado um corpo sem vida, cujas as circunstâncias da morte não foram ainda apuradas.

Os populares sabendo que o trabalho de circuncisão é feito com instrumentos cortantes, desconfiaram que a morte daquela pessoa, tenha sido perpetrada pela equipa da ONG já que usa instrumentos.

Foi a partir dai que começou a confusão. Empunhando facas, catanas e paus, a rebelião foi ao acampamento onde estava a clinica móvel e seus profissionais e vandalizou a viatura, tendas e também houve saque de bens como fármacos e outros materiais médico-cirúrgicos.

Ler mais na versão pdf, mediante subscrição

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*