Opinião: Vamos repartir as responsabilidades, nós e Sexa Presidente

Por: António Zefanias

Os últimos acontecimentos registados um pouco pelas zonas turísticas do país, com grande enfoque para a praia de Zalala, remetem-nos a uma conversa bastante interessante.

Mas no meio disto tudo, o culpado, repito maior culpado, pode ter sido o nosso presidente, porque eu acho que ele próprio pode não ter domínio dos números ou percentagem, sobretudo quando se fala em locais como praias.

Disse o PR que as praias foram abertas para banhistas em cerca de 30 por cento da lotação, sem consumo de álcool ou sei lá mais alguma coisa.

Claramente isso não é “fazível”, sabemos todos que a maior diversão da juventude é consumo de álcool e locais como praias ou sei lá piscinas, fica difícil proibir essa prática.

As pessoas que foram a praia de Zalala no último final de semana, beberam e violaram regras, isto sim todos sabemos, mas então quem deveria controlar? A nossa consciência deveria ditar mais alto, ok, mas sabe-se que cada pessoa é uma pessoa. Como é que se pode verificar essa lotação de 30 por cento numa praia como Zalala por exemplo? Quem souber, por favor explique-me, estaria muito grato.

Todos sacudimos culpa para INAE, mas ela não é santa, não era capaz de mandar parar cada viatura/chapa-100 que ia a Zalala para verificar 30 por cento.

É preciso antes de tomar qualquer medida, SEXA Presidente, olhe cada contexto. Aliás, estamos bastante agradecidos pelo relaxamento das medidas, alguns de nós até tentamos cumprir, mas é como sabe, SEXA, isso é como quando dissemos condução defensiva, eu posso seguir essa norma, mas o meu companheiro da estrada “tá nem ai”, abusa da estrada, provoca acidente, etc, então todos ficamos prejudicados, embora eu tenha cumprido à risca a condução defensiva.

Pedimos para que não encerre as praias, com este verão, vamos ficar tipo manga madura, refrescar o corpo também é importante. Quem sabe se foi uma lição para que da próxima vá com a devida calma. Queremos produzir, por isso, as medidas mais brandas são úteis para dinamizar a economia. Prometemos ser mais “pessoas”, ali em Zalala, vamos manter disciplina, porque já conhecemos quem são os violadores(risos), alguns até vão ler estas escritas, acreditando que fiz a minha parte para ajudar o país. Como tenho dito, eu tenho sempre Tempo e Paciência para esperar melhores dias. Não Falei Nada.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*