Estrada Quelimane/Namacurra: Violação de menores força Banco Mundial a congelar financiamento

-Ministro das Obras Públicas, João Machatine, confirma e deixa garantias.

O Diário da Zambézia já havia avançado em EXCLUSIVO este assunto, que dá conta do congelamento do pacote de financiamento do Banco Mundial(BM) na componente de estradas para esta parcela do país, com enfoque para a estrada Quelimane/Namacurra, cerca de 70km cujo o valor da obra anda em cerca de 4 mil milhões de meticais.

Recentemente, o ministro das Obras Públicas, Habitação e Recursos Hídricos, João Machatine veio esclarecer que afinal, uma das causas que fez com que o Banco Mundial congelasse todo pacote, tem a ver com situações de violações de menores que a empresa encarregue nesta obra tem vindo a fazer e, isso chegou aos ouvidos do financiador que de imediato, fechou a “torneira”.

De acordo com Machatine, o governo está a renegociar com o financiador para retoma da obra, mas isso só será possível se a contraparte moçambicana cumprir com as exigências do Banco Mundial. Neste momento, conforme frisou o MOPHRH, o governo cumpriu com 85% das recomendações do financiador, acreditando que até finais deste mês, a obra poderá retomar.

Recorde-se que a obra de reabilitação da estrada Quelimane/Namacurra foi entregue a uma firma chinesa.

1 Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*