Chipaca: A travessia da morte

O rio Chipaca continua a não dar tréguas aos utentes, sobretudo aqueles que o tem como meio de sobrevivência. E neste domingo (18), foi registado mais um corpo de um indivíduo de aparentemente 50 anos de idade a flutuar.

Dados que o Diário da Zambézia obteve, indicam que o corpo foi arrastado até à zona de Majante, onde as foram feitas diligências que culminaram com a evacuação à morgue do Hospital Geral de Quelimane.

Testemunhas no local explicaram ao DZ que o finado era natural e residente do distrito de Inhassunge, mas tinha como actividade o transporte de pessoas e bens, usando uma lancha manual. Aquele rio, continua sendo “a travessia da morte”.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*