Migração sem dinheiro: Imigrantes passam fome nas celas

Cidadãos estrangeiros que são retidos ou detidos na Zambézia, por prática de imigração ilegalmente, passam fome nas celas das Cadeias, tudo porque a instituição, neste caso, o Serviço Provincial de Migração, alega não ter fundos para suportar as despesas.

Para além de dinheiro para alimentar os detidos, o sector vai mais longe, ao afirmar que nem sequer dinheiro para suportar despesas de repatriamento tem, por isso, o cenário não é dos melhores.

O director da Migração na Zambézia, Marcelino Pedro explicou na última sexta-feira (09), durante a reunião de reflexão sobre os procedimentos de exploração de madeira, recursos minerais, bem como o movimento migratório, orientada pela Secretária de Estado na província, que os imigrantes passam fome e dormem ao relento, sem o mínimo de condições que os protocolos exigem, tendo frisado que isto pode ser grave para o país.

Ler mais na versão pdf, mediante subscrição.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*