Harmonização de dados” Cultura e Turismo junta diversos sectores à mesma mesa

O director provincial da Cultura e Turismo da Zambézia, Ali Aboobacar diz que há algumas lacunas técnicas por parte dos pontos focais do sector nos distritos, no que concerne ao conhecimento profundo das actividades do sector.

Aboocabar que falava nesta segunda-feira (05) em conferência de imprensa, por ocasião do 1º Conselho Técnico Provincial, alargado a outros sectores que se lidam com a área da cultura e turismo nesta parcela do país, fundamentou que há falta de competência dos técnicos deve-se a falta de formação/domínio da área, ou seja, alguns tem formações de outras áreas de saber, que não tem nada a ver com sector, situação que segundo ele, tem havido alguma fragilidade na realização de algumas actividades.

Sabe-se que nos distritos, a área de cultura é gerida do Serviços Distrital de Educação, Juventude e Tecnologia, onde a maioria dos pontos focais são professores, enquanto o turismo é assegurado pelo Serviços Distritais de Actividade Económicas, e os pontos focais tem sido os próprios agrónomos, dai que, segundo dirigente, há que capacitar os mesmos para andar no mesmo barco com os outros.

Ler mais na versão pdf, mediante subscrição

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*