Taxa de alimentação no IFPQ: Laristas forçados a pagar para comer

É uma situação que está a deixar muitos estudantes, sobretudo aqueles que vivem no internato, vulgos laristas de boca aberta, porque é algo novo jamais visto.

A direcção do Instituto de Formação de Professores de Quelimane(IFPQ), decidiu introduzir uma nova regra para os estudantes internados “taxa de alimentação” que é um valor de 1.000 meticais por cada estudante, alegando que serve para comprar alimentação.

Os documentos em poder do Diário da Zambézia, mostram uma lista de alunos laristas que foram comunicados que não terão refeições ou estariam fora do internato, caso não paguem a referida taxa.

Ler mais na versão pdf, mediante subscrição.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*