Nomeação de administradores distritais agita hostes frelimistas

Depois das dissonâncias na indicação dos directores distritais de Saúde, um assunto polémico que “dividiu” os dois dirigentes máximos da província (Pio Matos e Judith Mussácula), parece que ninguém mais quer voltar a pisar a mesma linha.

Pode ter sido isto que aconteceu na indicação dos administradores distritais (ver edição da segunda e quinta-feira passada). As duas partes uniram-se e alinharam os seus homens, cada um supostamente com os seus interesses.

Isto, está a criar barulho porque, fontes intimas e bem posicionadas no seio do partido Frelimo, afiançaram ao Diário da Zambézia que os nomes já publicados, não foram supostamente avalizados pelo partido.

Aliás, o DZ sabe que os já indicados (alguns deles), não tem militância que sustentasse os lugares, como se exige lá na Eduardo Mondlane, mas mesmo assim, tiveram aval dos dois governantes, se calhar com razão, porque vão trabalhar sob seus olhos.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*