Uso de património alheio: direção da Educação despejada à luz do dia

O Serviço Distrital de Educação, Juventude e Tecnologia (SDEJT) na Maganja da Costa, viu se forçada a abandonar as instalações onde funcionava durante anos, porque afinal, as instalações pertenciam a um cidadão e o Estado ocupava ilegalmente.

Durante vários anos, os proprietários daquelas instalações foram alertando o Estado para que abandonasse, mas nunca lhe foi dado ouvido, até chegar um dia e serem despejados à luz do dia.

Aliás, um vídeo que DZ teve acesso, mostra o movimento dos funcionários do SDEJT da Maganja da Costa a retirar os bens das instalações colocando em viaturas que depois foram transportados para uma outra casa.

Ler mais na versão pdf, mediante subscrição

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*