Conselho Empresarial não conhece nem uma empresa que recebeu dinheiro do BNI

É um debate que ocorre a nível nacional, onde o Banco Nacional de Investimentos(BNI), veio ao terreiro anunciar que já financiou empresas no âmbito do fundo de restauração das empresas neste período da pandemia da Covid-19.

Na província da Zambézia por exemplo, conforme soube o Diário da Zambézia, o BNI diz que concedeu financiamento a 22 empresas de diversos ramos de actividades.

A classe empresarial com tecido económico já rebentado por vários motivos, vê nesse financiamento como uma alavanca.

Ora, esta informação que é avançada pela banca, chega com “ruido” no seio do organismo que congrega a classe empresarial.

Em entrevista EXCLUSIVA ao Diário da Zambézia esta segunda-feira (03), Chaual Naparia, presidente do Conselho Empresarial da Zambézia(CEP), diz que o órgão que dirige não conhece as referidas empresas que o BNI se vangloria em ter financiado nesta parcela do país e, em seguida explica que, desde o principio, este processo passou pelo CEP, onde a massa empresarial passou por uma capacitação sobre os procedimentos de financiamento, dai que, o BNI deve uma explicação exaustiva ao CEP.

Ler mais na versão pdf, mediante subscrição.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*