Covid-19: Corre-se para tomar a vacina

Mais de 8 mil pessoas, entre deslocados, reclusos e funcionários de estabelecimentos prisionais, bem como agentes da polícia, dadores de sangue e professores do ensino primário, nos dois últimos casos, com a condição de estarem acima dos 50 anos de idade, vão tomar a vacina contra coronavírus na província da Zambézia cuja segunda fase iniciada na segunda-feira, termina hoje(sexta-feira) à escala nacional. 

O Médico-Chefe Provincial(MCP), Isaías Marcos disse que até quarta-feira, haviam sido vacinadas cerca de 4.834 pessoas, destes 659 são estudantes finalistas de curso de saúde, 349 diabéticos que não tinham sido abrangidos na primeira fase, 1.864 reclusos e funcionários penitenciários, 610 idosos de centros de acomodação, 254 polícias com mais de 50 anos de idade, 909 professores primários, 25 idosos acima de 70 anos e 18 dadores de sangue. “Em termos de cobertura global, estamos a 54%, doentes com insuficiência respiratória estamos a 85% do total previsto, prisioneiros e pessoal penitenciários a 74%, e estudantes finalistas em 69%” -disse Marcos.

Adiante, o MCP receia que as metas de vacinação contra a Covid-19 na província, venham a falhar devido alguns grupos considerados como sensíveis.  “ De um universo de 8.952 previstos para esta fase de vacinação, este número pode variar devido o grupo alvo sensível existente nas penitenciárias em que saem e entram novas pessoas, situação essa que pode propiciar a alteração do plano de saúde para menos ou mais ”-explicou a fonte. De referir que nesta segunda fase de vacinação contra Covid-19, o objectivo é abranger 8.952 pessoas ao nível da província da Zambézia  em duas doses.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*