Migração: Cidadão nigeriano expõem máfia na emissão de DIRE

Um cidadão de nacionalidade nigeriana, cansado e depois de recolhido pelas entidades de Migração nesta parcela do país, denunciou nesta terça-feira (20), supostas cobranças ilícitas efectuadas por alguns funcionários da direção provincial de Migração na Zambézia, sempre pretende tratar ou renovar alguns documentos.

Conforme contou à jornalistas, Ago Chisioke vive em Moçambique desde 2015, mas o seu Documento de Identificação de Residência no Estrangeiro (DIRE) e Passaporte já expiraram, ou seja, e consequentemente ele vive ilegalmente no país há quase 2 anos, dai que, as autoridades de migração recolheram-no e está quase a ser expatriado para o seu país de origem.

Ler mais na versão pdf, mediante subscrição

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*