Opinião: Recolher obrigatório quando as nossas viagens são as 4 horas

As capitais provinciais de todo país, estão a cumprir com a orientação de Sua Excelência Presidente da República, Filipe Nyusi que anunciou um recolher obrigatório por 21 dias como forma de travar a propagação da pandemia da Covid-19.

Mas há aspectos que nos saltam à vista. E, para quem depende do transporte semi-colectivo para as suas viagens interprovinciais, sai lesado.

Ora, antes de avançar muito, ao que parece, repito parece, os números da Covid-19 andam em maré baixa, mas não quer dizer com isso que a coisa acabou, nem pensar, porque estamos a registar mortes, mesmo que seja em dias intercalados, não deixa de ser lamentável.

Como se sabe, o recolher obrigatório começa as 22h até as 4 horas do dia seguinte, mas mesmo assim, há quem circule fintando a polícia. Aliás, era de esperar.

E como as 4 horas termina o recolher obrigatório, vocês devem saber que por exemplo, é essa hora que muitos concidadãos vão as terminais de passageiro como ROMOZA onde apanham autocarros para viajar.

Na verdade, é que nos últimos dias, há muita gente que está a perder viagens, porque são apanhados a essa hora das 4 horas com bilhete nas mãos, mas a polícia não larga.

Aliás, todos sabemos que aqueles autocarros que vão a Nampula, Beira ou Maputo, partem as 4 horas e tal, significa por estes dias que a pessoa que pretende seguir viagem, deve dormir na paragem, mesmo vivendo ali nas imediações ou tendo transporte para lhe levar muito cedo.

O que está a falhar? Penso eu que as entidades que estão ligadas ao sector dos Transportes devem o mais urgente possível reunir com os transportadores para encontrarem a melhor saída, mas nessa reunião, a polícia, portanto que garante o cumprimento do recolher obrigatório deve estar presente, porque é ela que está dia e noite na via pública.

Os cidadãos querem sim respeitar a Lei, mas também num país em que se depende de chapa-100 para viajar, algumas coisas deveriam ser ponderadas e vistas cada uma no seu contexto. Por falar de contexto, será o Coronavírus “dele” propaga-se mais das 22 horas às 4 horas? Aquelas imagens que muitas vezes partilhamos sem máscaras e nem o distanciamento social exigido no Decreto, são feitas neste período do recolher obrigatório? Acho que não nem…mas enfim. Não Falei Nada

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*