Animais bravios mataram 32 pessoas em 2020

Trinta e duas pessoas morreram e 21 contraíram ferimentos durante o ano passado, na sequência do conflito homem-fauna bravia na província da Zambézia.

Entre aos animais, figuram crocodilos, Hipopótamos, serpentes, Elefantes e búfalos, que se envolvem em conflitos com o Homem, segundo indica o relatório-balanço da direção provincial do Desenvolvimento Territorial e Ambiente em poder do Diário da Zambézia.

De acordo com o documento, ao todo foram registados cerca de 75 conflitos, com mais enfoque nos distritos de Gurué, Maganja da Costa, Mocuba, Morrumbala, Nicoadala, Molumbo,Namarroi, Milange, Mulevala, Mopeia, Chinde, Quelimane, Alto Molocué, Derre, Luabo, Mocubela e Namacurra.

Para além de vítimas mortais, o documento que viemos fazer menção, indica ainda que alguns animais, como é o caso de Hipopótamos e Elefantes também devastaram culturas agrícolas, agravando os focos de insegurança alimentar em alguns distritos da Zambézia.

Ler mais na versão pdf, mediante subscrição.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*