Queda do preço da madeira deixa o Porto de Quelimane às moscas

O Porto Quelimane continua às moscas, mesmo após esforço do governo em rentabilizar conforme havia ficado no encontro com operadores florestais que olhavam a madeira como principal fonte de exportação que passaria pelo Porto de Quelimane.

Mas com a depreciação do preço dos produtos florestais, o interesse em exportar madeira a partir do Porto de Quelimane ficou para trás.

 A olho nu é possível ver um Porto sem quase nada, mesmo os camiões que outrora vinham de outras partes como Malawi, reduziram sua entrada.

Ler mais na versão pdf, mediante subscrição

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*