Agente da polícia falsifica documento para ser juiz

A Polícia da República de Moçambique nesta região do país, continua em maré baixa nestes últimos dias, face algumas situações que não coadunam com a principal missão desta instituição. 

Depois do assunto de Morrumbala e Namacurra etc, eis que em EXCLUSIVO, o Diário da Zambézia tem em sua posse um documento à prior falso em que um agente quer ser juiz à força. Essa situação pode incorrer no crime de falsificação de documentos.

Chama-se Nito Alberto Nawassa, membro da PRM afecto ao Comando Distrital de Nicoadala na Zambézia, que pode ser indiciado por crime de falsificação de documentos, envolvendo várias instituições supostamente para fazer face à mobilidade de quadro no aparelho do Estado.

Ler mais em versão pdf, mediante subscrição

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*