Violação do período de veda: seis fiscais para 400km de costa

A venda de caranguejo continua sendo uma prática normal mesmo em período de veda, pelo menos nos principais mercados da cidade de Quelimane, uma situação que deixa à nu as fragilidades de fiscalização que o sector pesqueiro enfrenta, que só para a província da Zambézia, de acordo com Agnelo Bichane dos Serviços Provinciais de Actividades Económicas, o sector possui apenas 06 fiscais para mais de 400 km da linha de costa.

Os comerciantes dizem ter noção de que é proibido vender caranguejo neste período, mas sublinham que não tem alternativas para sua sobrevivência.

Ler  mais em versão pdf, mediante subscrição.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*