Se uma loja está fechar portas e o agente pede algum. Isso é corrupção?

O país assinalou nesta quarta-feira(09), o dia internacional da corrupção, por coincidência também no mesmo dia e data, o país assinalou o dia da Liberdade de Imprensa. Foram dois acontecimentos marcantes, apesar deste segundo não ter tido muito eco necessário, se calhar com razão porque, os escribas foram todos arrastados para cobrir assunto da corrupção, esquecendo-se de que estes que estavam a falar da corrupção não gostam de ser apontados sobre os males que cometem, lesando o estado em milhões e milhões de meticais.

Este ano, as atenções estiveram viradas para a corrupção no desporto, achei interessante porque parecendo que não, há muita lavagem de “mola” com essas coisas de venda de jogadores, reabilitações de recintos desportivos, compra de equipamentos desportivos por ai em diante.

E, por falar de reabilitação de recintos desportivos, o Ministério Público poderia seguir o assunto do Complexo Desportivo de Mocuba para aferir onde foram gastos cerca de 18 milhões de meticais, dinheiro que deveria ser usado para trazer a beleza daquelas infraestruturas. O tempo passou e aquilo está uma lástima. Recentemente dei uma vista de olhos ao local, aquilo está entregue à sua sorte. Cheiro nauseabundo, redes rasgadas, piso impróprio para a prática de desporto, enfim é o actual cenário do Complexo Desportivo de Mocuba.

Pode ter havido alguma coisa ali, mas não cabe a mim dizer oque é, fica aqui o Trabalho Para Casa para o MP.

A corrupção é um grande mal, mas infelizmente ele continua a enraizar-se nos sectores, sobretudo públicos, onde há guias de ajuda de custo devidamente preenchidas e carimbadas, mas sem que ninguém tenha efectuado nenhuma deslocação em trabalho. Há subfacturações em obras e algumas delas nem sequer acabam. Zambézia é campeã disso, mas o verdadeiro peixe grande anda á solta procurando-se o “sololo”, aquele que entra na rede mosquiteira.

O tempo passa e o nosso país vai tornando-se líder deste mal. Esforços há sim, mas é preciso haver cometimento de toda sociedade para o combate. A corrupção está torna-se num normal. Chegas atrasado num supermercado e ainda queres entrar, tens de dar uma moeda ao porteiro. Queres uma consulta rápida, tens de dar algum. Queres tratar carta de condução, ai não falha. Se pretendes estar enfrente a fila para tratar BI, certamente que alguém vai pedir-te refresco. São vários exemplos que podia apontar para mostrar o quão a corrupção está virar normal.

Temos um desafio enorme. A sociedade, a mídia e no por fim aqueles que gerem os órgãos de administração da justiça devem punir os infractores, claro quando se provar que há culpa. Enfim…melhor eu não falar muita coisa, porque até onde compram loiça de casa a 4 milhões, isso também pode ser…Não Falei Nada.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*