Nossa solidariedade à EDM

Sim solidariedade, porque aquela empresa fornecedora de energia não está bem nestes últimos anos. Não sei se é por causa deste programa que o presidente da república anunciou de ter energia para todos até 2024 ou não, mas eipaaaaa a EDM mesmo, precisa da nossa solidariedade.

Não é segredo para ninguém que nos últimos tempos, o serviço de fornecimento de energia que a eléctrica moçambicana presta não é das melhores. Um pouco pelo país, os clientes e consumidores reclamam tanto, mas infelizmente é tudo via redes sociais, não houve ninguém(pelo menos que eu saiba) que tenha acordado e colocar a empresa à barra da justiça pela má prestação de serviços conforme os contratos assinados entre a EDM e os clientes.

Cortes constantes, oscilações então não digo e uns já apelidaram de “acende-apaga”, até que é verdade e os moradores de Quelimane sentiram isso na última noite. Foi um verdadeiro martírio e não sei se não houve danos em alguns clientes/consumidores.

Temos de ser solidários porque a nossa eléctrica anda mesmo em maus lençóis, como se sabe, as contas andam no vermelho, de acordo com as informações prestadas pelo Presidente do Concelho de Administração.

Ninguém, claro dos seniores da EDM já veio nos dizer na verdade onde está origem destes cortes constantes. Aliás, basta se lembrarem vocês como eu que vivem em Quelimane, as manutenções nos domingos são constantes, mas meia volta, tudo na mesma.

Quero me solidarizar com o pessoal da EDM, se calhar nem são culpados os técnicos, mas deve ser o sistema todo que está roer a empresa deixando os cabos todos sem isoladores e quando é assim, não há electricista que aguente apagar todo este fogo.

Pode haver tanta coisa por dentro da empresa, o que não permite a prestação de um serviço de qualidade, refiro-me a EDM no geral sem olhar cada delegação.

O tempo passa e não vejo a hora de se concretizar aquela vontade que o chefe do Estado havia manifestado de existirem outros provedores de serviços de energia eléctrica no país, assim teríamos opções como fazemos na telefonia móvel, transportes públicos, ensino, só para citar algumas áreas.

Na verdade, andamos todos sem saber por onde pegar, as torres já não tem “saias”, o sistema rasgou e não sei se foi resultado da campanha eleitoral que também não poupou a empresa ou é uma questão estrutural.

Enfim, quero aqui mais uma vez manifestar a minha solidariedade aos cidadãos que tem sido pacientes, apelando para que um dia, nos revoltemos contra esses maus tratos, a justiça pode-nos ajudar. Prontos… @Não Falei Nada

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*