As redes sociais e o famoso “estou a pedir megas”

Hoje em dia, entrar nas redes sociais dá medo e sobretudo quando estás em “online”, até parece que abriste uma torneira de água.

Os famosos “pvt”, na verdade que é lá onde se chata em privado, se todos pudessem ver, eipaaaa daria para muitas histórias.

Provavelmente não sou único nessa história de “estou a pedir megas…”. Não olhem isso como coisa de homens apenas, quer dizer, não pensem que são homens as vítimas, há mulheres também que passam por estes pedidos que vem de pessoas que se fazem passar de mulheres.

Geralmente quem vai ao famoso “facebook”, nota que tem alguns amigos “online” para poder conversar mais avontade.

É ai mesmo então a coisa começa. Me digam se for mentira se nunca tiveram um pedido de amizade de forma insistente e, logo que tu aceitas a tal amizade, vem ai o famoso “olá, estou a pedir megas”. Dá um riso e uma gargalhada terrível, mas de tristeza ao mesmo tempo.

Pessoa que nem sequer conheces ou ela te conhece, mas procura à todo custo fazer pedidos. Aliás, há uns que vão mais longe nesses pedidos e, se fores débil, ai o seu bolso vai acabando aos poucos com gente que as vezes está sentada num escritório ou sei lá aonde, usando conta falsa para extorquir os outros.

É preciso ter cuidado com essa rede de pessoas que pensam que pelo facto de estar “online”, você abriu torneira que jorra água potável, onde cada um só mete um balde e já está.

Homens sobretudo, apertem os cintos, porque a coisa está agressiva, pior neste período de isolamento domiciliar, hooo… estamos num verdadeiro salve-se quem puder.

Para as mulheres também é preciso tomar atenção porque há gente que se faz passar de amigas, procuram perfis falsos para viver do bolso alheio e, acredito que não é para isso que as redes sociais foram criadas.

A vigilância é neste momento a coisa mais seria que deve existir, equiparando-se ao uso de máscaras para se precaver da Covid-19.

Por falar da Covid-19, os números aqui na banda dos Bons Sinais deixam toda gente de boca aberta. Não é porque a malta não usa máscaras ou sei lá oque, há outros ingredientes que não estão sendo cumpridos.  A culpa não deve ser apenas sacudida para a população, mas também os que dirigem tem responsabilidade. Todos unidos somos mais fortes e por favor, vamos combater o pedido de megabytes e também o coronavírus. Prontos…já abriu a época balnear, há que tomar mais cuidado ai nas praias, senão…Não Falei Nada.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*