Morto pelo colega: Rafael Manjate deixa gestante

Nascido a 18 de Janeiro de 1992, Rafael Alberto Manjate, chegou a Zambézia há sensivelmente quatro anos, vindo da formação feita na Academia Policial(ACIPOL).

Quis o destino que Manjate viesse a Zambézia para começar a trilhar o caminho defender a ordem e tranquilidade pública, neste país onde ser polícia é emprego principal da juventude.

Afecto ao Comando Distrital de Nicoadala, como simples permanência, Rafael Manjate, um jovem tido como de fácil trato e amigo de todos, vou melhorando a performance profissional e, por isto foi lhe dada a missão de vir a capital provincial da Zambézia e dirigir as Operações na área da 1a Esquadra da polícia.

Aqui, o finado fez amigos de todo lado e colaborou com várias instituições quando o assunto fosse manter ordem.

Ler mais na versão pdf, mediante subscrição

1 Comentário

  1. Gosto bastante da vossa frontalidade na abordagem dos conteúdos.
    Isso é que revela ser jornal independente.
    Muita força. Estamos juntos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*