Cidadão faz-se de maluco após cometer crime

Um cidadão nacional cuja identidade não tivemos acesso, está detido deste último final de semana nas celas do polícia da República de Moçambique (PRM) da Maganja da Costa na Zambézia, indiciado de assassinar um líder, por sinal seu sucessor com recurso à pau.

De acordo com a PRM nesta parcela do país, através do seu porta-voz, Sidner Lonzo os três indivíduos, incluindo o suposto assassino estavam num convívio (consumindo álcool), logo depois, segundo a Lonzo, o indivíduo pegou no pau e desferiu duros golpes nos seus comparsas da trincheira o que culminou com a morte dos mesmos. Aliás, segundo a fonte o suposto infractor depois de cometer este crime, encetou uma fuga, mas que não surtiu o efeito, porque polícia o neutralizou.  

Segundo o porta-voz, são escassos os motivos que levaram o cidadão a cometer este crime, dai que, o Serviço Nacional de Investigação Criminal (SERNIC) está no terreno a investigar o caso. O Interlocutor foi mais longe ao referenciar que, longo que foi capturado, o cidadão que está a ver sol em quadradinhos, quis se passar por doente mental alegadamente para se esquivar do crime que perpetrou.

Ler mais versão pdf, mediante subscrição

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*