MP pede julgamento ao agente que violentou PCD

Quase dois meses depois daquele episódio vergonhoso em que um agente da Polícia da República de Moçambique, afecto ao ramo dos Transportes e Comunicações ter violentado uma Pessoa com Deficiência(PCD), por sinal membro do Fórum das Associações Moçambicana de Deficiente(FAMOD), na zona da Floresta(Mercado do Lixo), um cenário triste que deixou o mundo estupefacto, finalmente o referido agente vai ao banco de réus, de acordo com informações EXCLUSIVAS que o Diário da Zambézia teve acesso.

O Ministério Público em Quelimane, quer que o agente Alberto Fernando António seja responsabilizado pelo seu acto. O processo que leva o nr 8/0401/2020 é sumário e por Lei não deverá demorar muito.

Reveja o momento…

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*