Enquanto o IVA não relaxar: açúcar não dá tréguas

Passadas cerca de duas semanas, após a denúncia pública feita pelo Diário da Zambézia em relação a especulação do preço de açúcar, alegadamente porque foi inclusa a taxa do Imposto sobre Valor Acrescentado (IVA), até agora tudo na mesma, embora a direcção provincial da Indústria e Comércio, diga que está no terreno.

Na praça, o preço mínimo do açúcar continua entre os 80 meticais e em casos mais extremos, o máximo bate 100 Meticais, um pacote de 1kg.

Enquanto os deputados da Assembleia da República(AR), não aprovarem as medidas de relaxamento do  IVA, o pobre cidadão que não tem dinheiro de reintegração, vai vivendo apertado e não vê quem lhe poderá salvar.

Ler mais na versão PDF, mediante subscrição

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*