Covid-19: Edilidade recebeu apoios de parceiros

A massificação dos baldes para lavagem das mãos usando uma torneira, tem sido motivo de debates. Uns defendem que por exemplo, depois do utente lavar as mãos, novamente vai pegar o fecho da torneira para fechar e isso, pode fazer com que leve novamente o vírus da COVID-19. Foi a partir deste debate que o Concelho Autárquico de Quelimane (CAQ) e os seus parceiros, decidiram instalar no Mercado Central, por sinal o maior aglomerado, um sistema em que o utente não precisa de mexer nada com as mãos. Usando o pé, água sai e também o sabão líquido. Assim, a Edilidade acredita que pode fazer com que os vendedores e utentes que se fizerem ao local, não possam sair com o vírus.

Seja o primeiro a comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.


*